Competências Gerais

    • Melhoria Estética – Os problemas ortodônticos têm muitas vezes consequências ao nível social e profissional, levando a situações de restrição do sorriso por vergonha. O tratamento ortodôntico adequado permite uma melhoria da aparência dento-facial, contribuindo para o aumento da autoestima do paciente.
    • Melhorar a Higiene Oral – Ao corrigir o mau posicionamento dentário o tratamento ortodôntico possibilita uma melhoria da higiene oral, uma vez que os dentes apinhados ou mal alinhados são difíceis de higienizar corretamente. Deste modo, previne-se o aparecimento de cáries extensas e doenças nas gengivas que em casos extremos podem levar à perda de dentes.
    • Aumentar a Eficiência Mastigatória – Ao restabelecer a correta relação entre os dentes inferiores e superiores, o tratamento ortodôntico aumenta a eficiência mastigatória, eliminando as dificuldades de mastigar determinados alimentos e proporcionando uma nutrição mais adequada.
    • Melhorar a Fonação e Respiração – O restabelecimento da oclusão evita e elimina problemas de respiração com benefícios também ao nível da fonação, o que se traduz numa melhoria da comunicação verbal, com consequências evidentes na atitude social do paciente.
    • Prevenir Danos na Articulação Temporo-Mandibular – Em alguns casos, o tratamento ortodôntico evita complicações na articulação temporo-mandibular (a articulação que permite a união da mandíbula com o crânio, mais especificamente com o osso temporal), e que podem estar na origem de dor crónica na cabeça, face, pescoço ou ouvidos, bem como, de tonturas, enjoos e limitações na abertura e fecho na boca.

Quando o problema é sobretudo nos maxilares:

No adulto, alem do tratamento ortodôntico (para os dentes) precisa também de cirurgia ortognatica (para reposicionar os maxilares).

Na criança, como se encontra em crescimento podemos promover o crescimento equilibrado dos maxilares através do uso de aparelhos ortopédicos (nesta fase a ortodontia tem uma sub-especialidade chamada de ortopedia dento-facial).

Alem de prejudicar a sua aparência, os dentes mal posicionados são mais difíceis de higienizar, levando ao aumento de cáries ou doença periodontal (mobilidade nos dentes).

Dentes ou maxilares que não se encontram na sua posição correcta (não encaixam bem) levam a esforço muscular (sendo muito difícil a mastigação) e articular o que pode trazer problemas na articulação temporo-mandibular (ATM- articulação logo à frente do ouvido) e/ou dores de cabeça, dos ombros e costas.